Sábado, 18 de Setembro de 2021
20°

Poucas nuvens

Ubá - MG

Dólar
R$ 5,29
Euro
R$ 6,20
Peso Arg.
R$ 0,05
Saúde Saúde

Prefeitura e Rotary Club realizam ato sobre o Setembro Amarelo

O dia 10 de setembro é o dia marcado da campanha de combate ao suicídio, o Setembro Amarelo.

13/09/2021 às 08h02
Por: Ubá Em Foco Fonte: Prefeitura Municipal de Ubá
Compartilhe:
Prefeitura e Rotary Club realizam ato sobre o Setembro Amarelo

Durante todo o mês o tema é lembrado visando alertar às pessoas sobre a importância de estar atento aos amigos e familiares, que podem estar com algum sofrimento mental, ou até mesmo apresente algum indício de atentar contra a vida.

Na manhã desta sexta-feira, 10, representantes de diversos setores da Secretaria Municipal de Saúde, em especial de Saúde Mental, o secretário Dr. Antônio Carlos Jacob, a Dra. Vânia Lúcia Jacob, uniram-se a integrantes do Rotary Club de Ubá para um ato em alusão à Campanha. O encontro foi na Praça do Rotary, no Calçadão Ibrahin Jacob.

“Quase um milhão de pessoas suicidam anualmente no mundo, e o Rotary vem lutando para conscientizar a população mundial em diversos aspectos, com um papel humanitário e sempre atento. É nosso dever estar aqui hoje unidos aos profissionais da saúde, levando à população essa conscientização contra o suicídio” disse o Secretário.

O Prefeito Edson esteve presente e falou sobre a importância da ação: “Estamos conjugados nesta ação e trabalhando para aglutinar forças. Diante da pandemia e dos problemas como a doença, o desemprego e as dificuldades que acometeram as pessoas dentro de casa, diante também da fragilidade emocional que pode levar o indivíduo a pensar no suicídio. Através de ações simples, mas direcionadas como esta e dentro da capacidade que nós temos em nossos serviços de saúde estamos aí pra ajudar”, o Prefeito agradeceu a todos que participaram da mobilização que chamou a atenção daqueles que passaram pelo local.

De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde, o Brasil é o oitavo país em número absoluto de suicídios, registrando, em média, 11 mil casos por ano. Esses dados representam 31 mortes por dia, sendo o número de homens quase quatro vezes maior que o de mulheres e a segunda causa de morte de jovens entre 15 e 29 anos.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários