Sábado, 18 de Setembro de 2021
20°

Poucas nuvens

Ubá - MG

Dólar
R$ 5,29
Euro
R$ 6,20
Peso Arg.
R$ 0,05
Polícia Ocorrências

Médico suspeito de estupro morre no presídio de Cataguases

Segundo as primeiras informações ele sofreu um mal súbito e não resistiu.

09/09/2021 às 07h32
Por: Ubá Em Foco Fonte: Site do Marcelo Lopes
Compartilhe:
Médico suspeito de estupro morre no presídio de Cataguases

O médico de Miraí, Maciel Vieira Alves de Araújo, 27 anos, morreu por volta das 20h40 desta quarta-feira, 8 de setembro, no Hospital de Cataguases.

Ele estava preso preventivamente desde o dia 12 de agosto, no presídio de Cataguases por ser suspeito de estuprar a ex-namorada e, segundo informações preliminares obtidas junto à direção daquele presídio, teria sofrido um mal súbito.

De acordo com a direção do presídio, amanhã pela manhã, será aberta uma investigação preliminar para apurar as causas da morte do médico.

Até agora, segundo ainda o diretor do presídio Rodolfo Medina, o que se sabe é que Maciel sentiu um mal súbito, no início da noite e, logo em seguida, caiu ao chão e desmaiou. Os colegas de cela tentaram animá-lo e chamaram socorro que foi prestado, inicialmente, pelos policiais penais de plantão.

Ainda conforme o relato do diretor do presídio, os agentes confirmaram que ele estava vivo e chamaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – SAMU – que, no entanto, atendia outra ocorrência. Ele, então, foi colocado na ambulância do presídio e levado ao Pronto-Socorro do Hospital de Cataguases onde foi atendido por uma equipe de médicos que tentaram reanimá-lo, mas ele acabou vindo a óbito. “O que ocorreu para ele ter esse mal súbito é o que a gente vai começar a verificar amanhã, ouvindo todos os presos que estavam na cela com ele e, assim, entender o que aconteceu”, completou o diretor do presídio.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários