AUDIÇÃO
Inundação

Chuva forte causa vários estragos em Ubá

Trata-se da maior enchente registrada na história de Ubá. Constatação é possível a partir da observação da altura alcançada pela água, e sua passagem sobre algumas pontes, como a da Bandeira.

05/03/2020 07h49Atualizado há 4 semanas
Por: Gerson Pinheiro
Fonte: Assessoria de Comunicação da PMU
2.446
Prédio no Bairro Inês Groppo desabou durante a inundação
Prédio no Bairro Inês Groppo desabou durante a inundação

Ubá registrou, nesta quarta-feira (04), a maior cheia do Ribeirão Ubá já registrada.  A constatação é possível a partir da observação da altura alcançada pela água, e sua passagem sobre algumas pontes, como a da Bandeira. Isso acontece cerca de 40 dias após uma grande enchente, registrada em 24 de janeiro. 

A cidade foi atingida por chuvas intensas e severas, especialmente na região das cabeceiras do Ribeirão Ubá. Por volta das 20h20, foram registrados diversos pontos de alagamentos pela cidade, além do extravasamento da calha do Ribeirão Ubá na Av. Comendador Jacinto S. S.Lima (Beira-Rio), causando a inundação de toda a avenida e suas pontes.

O plano de contingência foi acionado, sendo formado o Sistema de Comando de Operações (SCO), que reuniu-se na sede da 2ª Cia do Corpo de Bombeiros. Participam deste SCO representantes da Prefeitura (Defesa Civil,  Obras, Trânsito, Ambiente e Desenvolvimento Social), e Bombeiros Militar.

Desde as primeiras horas da manhã desta quinta-feira, equipes da Prefeitura atuam fazendo levantamento dos locais afetados, trabalhando em soluções emergenciais, e monitorando as áreas que já estavam afetadas pelas cheias anteriores. 

Não há até o momento desalojados ou desabrigados. O Corpo de Bombeiros registrou 21 ocorrências na cidade, e 18 pessoas foram resgatadas em situação de risco em áreas alagadas. Há informações de dezenas de pessoas que ficaram ilhadas, mas aguardaram a redução do nível das águas para poder se deslocar por conta própria. 

Equipes da Secretaria de Desenvolvimento Social estão percorrendo os locais afetados em atendimento às famílias. Kits com materiais de limpeza e cestas básicas estão sendo distribuídos conforme constatação de necessidade. 

A Prefeitura orienta a população que economize água. As aulas nas escolas municipais situadas na Zona Rural estão suspensas nesta quinta-feira, dia 05, para avaliação. O atendimento na Policlínica Regional foi suspenso nesta quinta. Secretaria de Saúde orienta população que precisa ser vacinada que procure as Unidades de Saúde dos bairros Peluso, Schiavon, São Sebastião e São Domingos. 

Em razão das consequências da chuva, não haverá funcionamento da Feira livre neste domingo (08). 

As ações de limpeza para restabelecimento da normalidade foram iniciadas. Av. Cristiano Roças, Gerônimo Salgado, Rua São José, Beira-Rio e Rodoviária passam por remoção de lama e lavação. Todas as áreas afetadas serão contempladas. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.